Peste Negra: resumo (causas, consequências, características)

peste negra resumo consequências


Causas da Peste Negra


Na Idade Média, a produção agrícola reduziu-se por causa de alterações climáticas, causando fome que, por consequência, fragilizou a sociedade europeia, tornando-os mais vulneráveis às epidemias. Durante o século XIV, essa epidemia dizimou cerca de 1/3 de toda a população europeia. 

Características da Peste Negra


A peste era transmitida por pulgas de ratos contaminados que ficavam nos navios, fazendo a epidemia se espalhar rapidamente e a atingir todo o Ocidente. A peste chegou a interromper a Guerra dos Cem Anos, guerra travada entre a França e a Inglaterra. A falta de higiene e de conhecimentos médicos (já que a Igreja era contra qualquer avanço científico e farmacêutico e quem tentava criar remédios era acusado de bruxaria) fez a doença se transformar num grave surto. Somente com o passar dos anos a peste foi controlada graças à adoção de medidas higiênicas, sendo estudada e compreendida. 

Consequências da Peste Negra


Além da grande quantidade de mortes e também da interrupção temporária da Guerra dos Cem Anos, a peste causou revoltas camponesas, já que a redução populacional e a baixa produtividade obrigaram os camponeses dos feudos a trabalharem mais para compensarem o trabalho daqueles que tinham morrido, fazendo também os senhores feudais aumentarem a taxa dos tributos e a obrigações de trabalho dos que haviam sobrevivido. Com isso, os camponeses se revoltaram e algumas revoltas estouraram em várias regiões da Inglaterra e da França. Porém, as revoltas foram violentamente sufocadas.

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »